Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Por mais que todos tenham estressores específicos, os estressores relacionados ao trabalho, dinheiro, saúde e relacionamentos tendem a ser os mais comuns.

No geral, o estresse pode ser agudo ou crônico e causa fadiga, dor de estômago, dores de cabeça, nervosismo e irritabilidade ou raiva.

Fazer exercícios com frequência, ter uma boa noite de sono e boa nutrição são algumas das melhores maneiras de equipar melhor seu corpo para combater o estresse, mas uma variedade de vitaminas e suplementos também podem servir bem.

Vitaminas presentes nos alimentos

As vitaminas do complexo B no metabolismo controlam a atividade do cérebro, um dos órgãos afetados pelo estresse, isso não quer dizer que seja preciso suplementar indivíduos saudáveis. Isso ocorre porque essas vitaminas são  obtidas puramente a partir de uma dieta equilibrada. O que acontece é que no meio de uma situação estressante, as pessoas começam a comer menos e isso pode contribuir para o aumento do estresse e até mesmo o aparecimento de distúrbios cerebrais, como depressão, bipolaridade, ansiedade, etc.

Para encontrar a dose certa de vitaminas para controlar o estresse alimentar, Pereira recomenda incluir vegetais e frutas, grãos integrais e proteínas como carnes magras, frango e peixe em suas refeições. , soja, ovo, nozes, leite ou bebidas de soja. , queijo ou iogurte, beba água com frequência, evite excesso de cafeína e álcool, durma de 7 a 8 horas à noite. Alguns estudos ainda discutem o chá verde como sedativo, mas não há consenso sobre a dosagem e quantidade.

Vitamina B-complex

B-complex é composto por 8 vitaminas com propriedades "anti-stress": B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico), B6 ​​(piridoxina). ), B7 (biotina)) e B9 (ácido fólico).

São essenciais para regular o metabolismo de neurotransmissores como a serotonina, a substância química do cérebro responsável pela felicidade, relaxamento e autoconfiança. Este hormônio também desempenha um papel importante no sono e no desejo sexual.

Você pode encontrar vitaminas do complexo B em muitos vegetais, como espinafre, brócolis, nabo, cenoura e beterraba. A única exceção é a B12, que pode ser encontrada em alimentos de origem animal, como peixes, carnes, laticínios e ovos.

Vitamina D

Outra vitamina que ajuda a manter a saúde mental é a D. Conhecida como a “vitamina do sol”, esta vitamina desempenha um papel importante na absorção de cálcio e tem sido associada a um  risco reduzido de depressão muscular.

Segundo pesquisas, a deficiência de vitamina D aumenta o risco de depressão em 75% em pessoas com mais de 50 anos. Outras doenças mentais também estão associadas à falta dessa vitamina.

Portanto, vale ressaltar a importância de manter níveis adequados no organismo. Além de garantir ossos mais fortes e saudáveis, sua saúde mental também estará em dia.

Você pode encontrar vitamina D em alimentos como óleo de fígado de bacalhau, fígado bovino, gema de ovo, atum, sardinha e salmão. No entanto, o corpo absorve nutrientes principalmente através da exposição à luz solar.

L-Teanina

L-teanina é o aminoácido mais comum nas folhas de chá. Testado para promover o relaxamento e reduzir o estresse sem criar um efeito sedativo.

Uma revisão de 21 estudos envolvendo quase 68 mil pessoas, foi descoberto que beber chá verde estava associado à redução da ansiedade e melhora da memória e concentração.

Esses efeitos são atribuídos aos efeitos sinérgicos da cafeína e da l-teanina no chá, pois os efeitos de cada ingrediente sozinho são pequenos.

No entanto, pesquisas mostram que a L-teanina sozinha ainda pode ajudar a aliviar o estresse.

Outro estudo descobriu que a suplementação com 200 mg de L-teanina reduziu as medições de estresse, como a frequência cardíaca, em resposta à realização de tarefas mentais estressantes.

Já em outra pesquisa feita com 34 pessoas, ressultou que beber uma bebida contendo 200mg de ltheanine e outros nutrientes reduziu os níveis do hormônio do estresse cortisol em resposta a tarefas multitarefa estressantes.

A L-Teanina é bem tolerada e segura quando suplementada com doses relaxantes eficazes de 200-600 mg por dia em forma de cápsula.

Por outro lado, a L-teanina representa 1-2% do peso da folha seca, o que equivale a 10-20 mg de L-teanina por chá comercial.

Dito isto, é improvável que beber chá tenha um efeito perceptível no estresse. Entretanto, diversas pessoas acreditam que consumir chá ajuda no relaxamento.


Veja também:

Os principais benefícios da sálvia | Nutricionando
Sálvia é uma erva básica em várias culinárias ao redor do mundo. Seus outros nomes incluem sálvia comum, sálvia de jardim e Salvia officinalis. Pertence à família das mentas, juntamente com outras ervas como orégano, alecrim, manjericão e tomilho.
10 Principais Benefícios da Canela | Nutricionando
A canela é uma das especiarias mais antigas e é muito valorizada por suas propriedades medicinais, descobertas há milhares de anos.
Os principais benefícios do gengibre | Nutricionando
O gengibre está entre os temperos mais saudáveis e deliciosos do planeta. É rico em nutrientes e compostos bioativos que auxiliam sua saúde.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.