Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

No mundo da alimentação, é possível encontrar vários tipos diferentes de sal, cada um dos tipos, possui finalidades diferentes e você pode usar em receitas diferentes. Por exemplo, o sal fino é mais ideal para molhos e massas, enquanto o sal grosso tem uso em receitas de grelhados, assados, frutos do mar e carnes.

Não há dúvida, o sal se trata do tempero mais usado na culinária do mundo. E, embora seja de grande ajuda para realçar o sabor, aprenda a usá-lo com moderação. Pois, o consumo em excesso faz mal à saúde.

Na verdade, os especialistas da Organização Mundial da Saúde tem como recomendação, a redução da ingestão de sódio. Pois, isso é capaz de reduzir a pressão arterial e o risco de doenças cardiovasculares, além de derrame e doença arterial coronariana em adultos. Além disso, é muito comum as pessoas conhecerem apenas o sal comum de cozinhe e o sal grosso usado de forma comum em churrascos de família. Mas, hoje, vamos mostrar 9 tipos diferentes de sal. Você acredita que existem tantos assim? Confira!

9 tipos diferentes de sal

Sabemos que este é um assunto que pode gerar dúvidas, e, por isso, trouxemos este conteúdo, com a intenção de informar e esclarecer as dúvidas. Então, confira os 9 tipos diferentes de sal!

01 - Sal refinado

Em primeiro lugar, este é o mais famoso dos tipos de sal. Cloreto de sódio, comumente conhecido como "sal de cozinha", é o condimento mais comumente usado. Além de possui a capacidade de realçar o sabor dos alimentos, você também pode usá-lo como conservante.

Este sal é obtido através da evaporação da água do mar. O sal refinado é tratado termicamente até um teor de umidade final de 0,05%. Por fim, após isso, passa por um processo de refino e branqueamento.

Essas etapas removem impurezas, bem como outros minerais. Após esta espécie de remoção, eles recebem aditivos químicos, estes possuem altos níveis de propriedades prejudiciais à saúde. Por exemplo, alto teor de sódio, estabilizantes, óxido de cálcio, etc.

Ao final do processo, o sal precisa ser iodado, pois, a falta dessa substância no organismo pode desencadear o desenvolvimento de doenças como bócio e outras anormalidades. No entanto, o sal é considerado o mais prejudicial à saúde, por isso o recomendado é você usar um de seus tipos que seja mais saudável. Esta variante contém uma média de 400 mg de sódio por grama.

02 - Sal marinho

Como o nome sugere, é obtido a partir da evaporação da água armazenada em barragens, embora a água extraída de sedimentos formados em oceanos que secaram há milhares de anos também possa ser classificada como tal. Além disso, o nome também se refere a um tipo de produção em que o sal mantém suas propriedades químicas durante o processo de refino.

Assim, a secagem ocorre ao sol, os nutrientes permanecem preservados e não existe adição de agentes para adicionar um coloração mais branca ou substâncias que controlem sua umidade natural e a soltem.

03 - Flor de sal

Este tipo de sal é obtido à mão a partir da superfície das salinas marinhas do Atlântico e do Mediterrâneo por técnicas tradicionais.

A flor de sal é o melhor sal do gourmet devido às suas propriedades apreciadas na gastronomia. No entanto, ele é hipotônico, o que significa que não causa retenção de líquidos quando consumido. Além disso, é pobre em cloreto de sódio (apenas 92,9%) e sódio (15%) em comparação com outros tipos de sal. No entanto, em relação ao sabor, não é tão forte quanto outros sais, pois se dissolve no paladar de forma mais fácil.

04 - Sal do Himalaia

O sal do Himalaia se trata de um exemplo de produto que é um tipo de sal marinho, embora não seja derivado da água do mar. Isso ocorre porque é retirado de sedimentos milenares presentes no Himalaia.

No momento que um sal possui o título de sal marinho, quer dizer que ele não foi processado. Então, mantém suas propriedades nutricionais, textura e cor. Assim, é considerado um dos sais mais antigos e puros do mercado.

Este sal está crescendo em popularidade, especialmente para quem procura uma opção mais saudável. Originário das salinas asiáticas do Himalaia, o sal gourmet mais popular tem tons sutis.

O teor de minerais (mais de 80) somado ao baixo teor de sódio faz do sal do Himalaia um dos mais nutritivos e com maior oferta de benefícios para a saúde. Além disso, contém uma média de 230 mg de sódio por grama. Mas, cuidado com imitações no mercado.

Para fazer o teste no produto e ver se ele realmente é original, coloque um pouco de tempero na água. Então, se o líquido mudar de cor, eles adicionaram corante ao sal grosso, assim, não é o verdadeiro sal do Himalaia.

05 - Sal negro

O mais conhecido aqui é o kala namak originário da índia. No entanto, a sua composição contém sal do Himalaia, ervas e frutas da região. Além disso, ele é considerado um remédio sagrado para a função gastrointestinal na medicina ayurvédica – um sistema de saúde que existe a cerca de 5.000 anos.

“Devido ao alto teor de enxofre, esse tempero tem odor semelhante ao de ovo. Tal característica fez que ele ganhasse espaço na culinária vegana, em especial no preparo de massas e saladas”, diz Michelle Ibarra, professora de gastronomia do Senac Aclimação, de São Paulo.

06 - Sal líquido

Esta versão se trata apenas do sal marinho após ser dissolvido em água mineral. Normalmente o seu uso é na forma de spray, uma técnica eficiente para temperar os alimentos de uma forma mais uniforme. No entanto, ele possui um sabor suave e você pode usar em todas as receitas sem alterar suas propriedades. Além disso, ele conta com o menor teor de sódio dos sais listados. 1 ml contém cerca de 110 mg de sódio.

07 - Sal grosso

esta variante se tarada do sal marinho com grãos rústicos. Ela ganha o título de indispensável para um bom assado porque tem menos sal e desidratação na carne e adere melhor ao alimento do que a versão refinada. “Temperá-lo com muita antecedência contribui para o ressecamento, independentemente do tipo de sal escolhido”, observa a gastróloga Lucimeire Sifuentes, de Londrina (PR)..

Quer incorporar essa variedade no seu dia a dia e tem dificuldade em conseguir a quantidade certa? Use um moedor ou liquidificador.

08 - Sal light

O segredo desta versão é a sua composição química: ela, no entanto, contém 50% cloreto de sódio e 50% cloreto de potássio. O iodato de potássio também entra ao composto, uma substância que ajuda a prevenir doenças, como a de tireóide.

É adequado para dietas que restringem a ingestão de sódio (como aquelas com pressão alta). No entanto, não é recomendado para pessoas com doença renal. Nesses casos, não deve ser consumido devido ao sua alta concentração de potássio.

Um aumento desse mineral no corpo pode levar a complicações cardiovasculares. Tem uma média de 191 mg de sódio por 1 grama. Além disso, tem um sabor mais leve e sutil do que o sal refinado.

09 - Sal do Havaí

Este tempero vem em duas cores: rosa avermelhado ou preto. No entanto, a versão avermelhada se deve ao fato de conter uma argila havaiana chamada Alaea, que possui alto teor de dióxido de ferro. Além disso, este sal não é refinado e tem um sabor suave, mas ferroso. É utilizado na preparação de peixes, carnes vermelhas e na finalização de pratos. 1 grama de sal havaiano contém 390 mg de sódio.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.