Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Hoje existem diversos tipos de dietas que podem ser seguidas e que nos ajudam a perder peso e ter uma vida mais saudável. Diante de tantas ofertas, fica fácil escolher aquela que melhor se adapte à sua forma de vida. Portanto, é necessário tomar muito cuidado na hora de fazer suas dieta, o indicado é procurar um bom nutricionista para um melhor acompanhamento, nunca faça aquelas dietas caseiras onde é necessário  ficar sem se alimentar em um período do dia, visto que elas podem desencadear problemas de saúde graves. As dietas mal feitas podem resultar em sérios problemas de saúde, como anorexia, ou bulimia.

Hoje vamos falar um pouco sobre a dieta vegana. Portanto, essa dieta se baseia em uma alimentação onde é necessário abrir mão das proteínas de origem animal. Os veganos, ou vegetarianos, abdicam de consumir carnes e trocam seus nutrientes por outras opções. Há diversas possibilidades para essa dieta, em busca de um estilo de vida natural e mais saudável.

De acordo com um estudo realizado em 2019, apontou que cerca de 30% da população do país já adotou esse estilo de vida. Isso dá em média 7 milhões de veganos e 30 milhões de vegetarianos aqui no brasil. Com o crescimento de adeptos a essa nova dieta, o mercado começou a oferecer mais opções vegetarianas. Atualmente são mais de 200 restaurantes vegetarianos espalhados pelo brasil, os restaurantes comuns também começaram a oferecer pratos voltados às pessoas que estão aderindo a dieta vegana.

Ao tirar a carne da dieta, tiramos também a principal fonte de proteínas presente no nosso prato. Por isso, antes de iniciar qualquer tipo de dieta, é importante consultar um nutricionista. Ele poderá acompanhar as taxas de nutrientes e verificar se a substituição feita está correta, dessa forma, evita qualquer forma de indisposição, doenças ou níveis de nutrientes baixos no organismo.

Qual a diferença entre vegano e vegetariano?

Para iniciar sua dieta é importante saber qual a diferença entre vegano e vegetariano. Os vegetarianos cortam a carne da sua dieta, tanto as carnes vermelhas quanto as brancas. Mas, ainda continuam consumindo outros alimentos de origem animal, como ovos, leites e queijos.

Já os adeptos da dieta vegana excluem todo e qualquer tipo de alimento que tenha origem animal, e todos os tipos de carnes, como peixes, frangos e carnes bovinas. Portanto, a dieta vai muito além, ela é considerada por seus adeptos como uma filosofia de vida.

As pessoas que desejam iniciar uma dieta podem começar com o vegetarismo, cortando a carne e logo em seguida inicia o veganismo.

Para os que desejam fazer a transição aos poucos, podem iniciar substituindo os pratos de origem animal pelo tofu, um alimento produzido a partir da soja, que possui propriedades igual aos da carne.

Como iniciar uma dieta vegana

Se você pensa em começar uma dieta vegana ou vegetariana, deve iniciar uma mudança no seu hábito alimentar. Contudo, ela não precisa acontecer de uma só vez. O indivíduo pode passar por um processo de transição, tirando aos poucos a carne da sua dieta alimentar.

Para iniciar é necessário escolher um ou dois dias durante a semana para ingerir  proteína animal. Esse é um meio de se habituar de forma gradual com a nova dieta. Para ser vegetariano, não é necessário abrir mão do sabor dos alimentos. Muito pelo contrário, os vegetais, e verduras podem ser muito saborosos.

O que comer na dieta vegana

O plano alimentar de um vegano é bem diversificado e baseia-se em produtos de origem  vegetal como cereais, nozes, frutas, verduras e sementes oleaginosas. Porém o leque de produtos que o vegano tem à disposição é bem grande.

O vegano não consome carnes, portanto, não deixa de ingerir os nutrientes necessários para o organismo. Visto que muitos vegetais são ricos em proteína. Veja a alimentação vegana.

Os veganos consomem saladas de folhas, legumes e vegetais, salsa e cebolinha, elas ajudam a evitar anemia.

As bebidas vegetais que substituem o leite de vaca, são leite de soja, amêndoas ou castanhas. Contudo, também pode introduzir, cogumelos, que são fontes ricas de proteínas.

Os grãos e sementes de gergelim preto e branco, sementes de girassol, chia e quinoa são fontes de vitaminas do complexo B, aminoácidos, proteína vegetal e vitaminas.

As oleaginosas são ricas em uma série de nutrientes, ela compõe grande parte da dieta vegana. Portanto, elas devem ser evitadas por pessoas que não querem engordar, visto que elas são bastante calóricas. As oleaginosas são, nozes, avelã, linhaça, chia, sementes de girassol e gergelim.

Os cereais também devem ser introduzidos na dieta vegana, ela é a principal fonte de energia de qualquer dieta. Contudo, o indivíduo deve escolher os integrais, eles dão mais sociedades e concentram maior quantidade de nutrientes. As opções são, aveia, quinoa, amaranto e milho.

Os vegetais também são liberados na dieta vegana, alguns oferecem mais benefícios. É o caso do espinafre, rúcula, almeirão, folhagem verde escura, e muitos outros.

Contudo, os vegetais são excelentes fontes de cálcio, vitaminas, ácido fólico e ferro.

Além de tudo, os brotos, batata doce, algas, e frutas, são alimentos que oferecem muitos nutrientes. Contudo, as frutas secas, como damasco, ameixas, passas e tâmaras, são excelentes alternativas aos doces com leite, elas contam com a vantagem de concentrarem mais nutrientes e são fontes de proteínas.

Quais as vantagens e desvantagens da dieta vegana?

A eliminação das carnes e produtos de origem animal da nossa dieta, nos proporcionam vários benefícios. Por isso, muitas pessoas estão aderindo a esse novo método de vida.Alguns estudos mostram que uma alimentação à base de vegetais diminui em até 15% os problemas de coração e a incidência de câncer. Além de auxiliar no combate da obesidade, visto que ela é rica em alimentos fibrosos que proporcionam maior sensação de saciedade.

Outra vantagem de aderir a dieta vegana é que a digestão fica mais rápida, visto que os alimentos ingeridos são fáceis de serem digeridos. A carne é difícil de ser digerida, porém possui uma boa quantidade de vitaminas B12, que é importante para a produção dos glóbulos vermelhos e o bom funcionamento do sistema nervoso, porém, essa vitamina só é encontrada nos alimentos de origem animal. Contudo, sua falta pode causar anemia, cansaço ou em casos mais graves problemas de falta de memória.

Portanto, para solucionar esse problema é necessário fazer uma suplementação ou procurar alimentos enriquecidos com o nutriente. O cálcio, ferro e o ômega 3 também são nutrientes que devem ter maior atenção, assim como o zinco. Eles podem ser encontrados em alimentos vegetais, mas, é importante consultar um nutricionista.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.