Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

O azeite de Olívia é um alimento que é bastante consumido em todo o mundo, muitas vezes faz a substituição de outros óleos.

Nesse sentido, o azeite de Olívia promove mais longevidade a quem utiliza, além de oferecer menores riscos de doenças cardíacas.

Segundo a Associação Norte Americana de Azeite de Olívia, os principais consumidores do óleo de azeite de oliva extra virgem são os moradores da Grécia, utilizando cerca de 24 litros por pessoa a cada ano, já os espanhóis utilizam em média 15 litros por ano, os italianos cerca de 13 litros. Então, esses são os 3 principais consumidores do azeite de oliva extra virgem.

Então, em relação ao Brasil, ainda somos poucos consumidores desse óleo, pois o consumo é bastante baixo, podendo ser cerca de 365 g por pessoa a quase ano, chegando a ser quase a totalidade importada, conforme os dados do Conselho Oleícola Internacional.

Dessa forma, é perceptível que os brasileiros ainda utilizam outros óleos que não fazem tão bem a saúde, em comparação ao azeite de oliva.

Para a produção de azeite de Olívia, os produtos colhem azeitonas, lavam e prensam. Em seguida, após a prensagem forma uma pasta, em que será agitada para liberar as gotas de óleo. Então, a água será retirada por meio de centrifugação, dessa forma, resultará em um produto em óleo que poderá ser refinado ou não refinado.

Em resumo, neste artigo falaremos sobre os principais benefícios do azeite de oliva extra virgem que podem oferecer aos seus consumidores.

Saiba mais aqui!

1) Saúde do coração

Como citado antes, o azeite de Olívia oferece mais longevidade aos seus consumidores, principalmente por auxiliar no mantimento do coração jovem dos usuários.

De acordo com a ciência, com o passar do tempo, alguns órgãos passam por um processo de envelhecimento, por exemplo, o coração, as artérias e veias do corpo humano.

Então, estudos comprovaram que o azeite de Olívia pode ajudar a manter a função cardíaca mesmo quando já estamos na fase idosa.

Dessa forma, é de suma importância a utilização do azeite de Olívia para mantermos a saúde cardiovascular melhor na velhice.

Além disso, o óleo de azeite pode atuar na prevenção de infartos. De acordo com estudos que utilizou mais de 7000 (sete mil) pessoas com idade superior de 65 anos na França, apresentou que o grupo que tinha um maior consumo de azeite de Olívia apresentou um risco de 41% menor de ter ataque cardíaco.

O azeite também pode auxiliar na prevenção de hipertensão arterial.

Dessa forma, é perceptível que as pessoas que consomem azeite de Olívia, estão prevenindo doenças cardiovasculares, mantendo a saúde do coração.

Então, sabendo que as doenças ligadas ao coração são as principais causas de morte em todo o mundo, o azeite de Olívia pode ser uma ótima opção para combater a mortalidade causada pelas doenças cardiovasculares.

2) Construção muscular

As gorduras insaturadas são muito importantes durante o procedimento da construção muscular do corpo humano.

Nesse sentido, as gorduras monoinsaturadas são fundamentais com muita importância na recuperação do tecido muscular, além de ter grande importância no processo de reparação após o estresse causado pelo exercício, essas etapas são de suma importância para construir novo tecido e gerar o ganho de massa magra.

Quando praticamos exercícios, principalmente os de força, em que induz a formação de tecido muscular e crescimento dos músculos, de certa forma criamos microlesões, então as gorduras mono saturadas desenvolvem um importante papel.

Além disso, as gorduras consideradas boas por serem saudáveis que estão presentes no azeite de Olívia, são ótimas fontes de energia para os praticantes de atividades físicas, podendo melhorar o desempenho, metabolismo e também atuando na prevenção de lesões.

3) Efeitos sobre o colesterol

Em um estudo realizado no Japão, com 28 pacientes, foi descoberto que a utilização do azeite de Olívia por apenas seis semanas, teve grande feito para a redução dos níveis de LDL (o considerado colesterol ruim) e também aumentar os níveis de HDL (o considerado colesterol bom).

Nesse sentido, os altos níveis de colesterol no corpo humano, facilmente podem se associar a formação de placas ateroscleróticas, que podem bloquear o fluxo sanguíneo e poderão levar a doenças do coração até infarto e também fazer com que as pessoas tenham derrame cerebral.

Então, essa deposição se dá pela oxidação do LDL, dessa forma, o azeite de Olívia pode ser um ótimo aliado para evitar a deposição por conter as grandes quantidades de antioxidante e principalmente diminuir os níveis de LDL.

4) Perda de peso

Quando está em processo de perda de pesa, é necessário acelerar o metabolismo do corpo  e queimar  muitas calorias maiores que as calorias ingeridas.

Então, para ingerir menos calorias é necessário fazer uma dieta com as calorias indicadas para garantir um déficit diário em que fará com que utilize a energia dos estoques que temos no nosso corpo.

Dessa forma, para conseguir um metabolismo acelerado, é necessário a prática de exercícios e uma alimentação balanceada.

Entretanto, muitas pessoas se atrapalham no processo de perda peso pensando que o consumo de gorduras atrapalhará o processo, entretanto, a ingestão de gorduras saudáveis, principalmente as monoinsaturadas, são de suma importância para o estímulo do metabolismo das gorduras.

Sendo assim, o azeite de Olívia por ser ricos em gorduras saudáveis e utilizado em quantidade adequada, pode ser uma ótima opção para suprir as necessidades de gordura e estimular o metabolismo das pessoas.

5) Diabetes tipo II

Estudos demonstraram que a dieta mediterrânea utilizado bastante azeite, teve como resultado a redução de risco de desenvolvimento de diabetes tipo II em até 50%, considerando dietas de baixa gordura.

Sendo assim, foi possível perceber que deve-se analisar as qualidades das gorduras ingeridas, já que o azeite é uma gordura que pode ser benéfica se utilizado corretamente e poderá prevenir diabetes.

6) Prevenção do Câncer

A utilização do azeite pode prevenir diversas doenças, por exemplo, vários tipos de câncer.

Estudos mostraram que as gorduras presente no azeite de Olívia podem ter efeito protetor contra o desenvolvimento de câncer de mama e de melanoma.

7) Prevenção de osteoporose

Em estudos também pôde-se perceber que o consumo do azeite de oliva pode influenciar positivamente na densidade óssea, ou seja, melhora a saúde dos ossos.

Então, o azeite de Olívia pode ser um ótimo alimento para prevenir e tratar a doença de osteoporose, que está ligada a fragilidade óssea.

8) Diminui o risco de depressão

Um estudo realizado por uma universidade na Espanha, mostrou que o azeite também pode ser protetor contra o desenvolvimento da depressão.

Nesse sentido, acompanharam 12000 voluntários e foi possível perceber que quem utilizava o azeite de Olívia como fonte principal de gordura teve risco de 48% menor em desenvolver depressão, em relação ao grupo que consumiu outras gorduras.

Então, o azeite pode ser excelente aliado para a saúde mental.

9) Efeito anti-inflamatório

O óleo pode ter função anti-inflamatória parecida com o Ibuprofeno.

O azeite pode prevenir doenças crônicas e também inflamações.

10) Saúde da pele

Por ter ação oxidativo, o azeite pode evitar danos oxidativo sobre as células da pele, mantendo a pele mais jovem e saudável.

11) Doença de Alzheimer

Estudos realizados mostraram que o azeite também pode auxiliar na redução de risco de desenvolvimento da doença de Alzheimer.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.