Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Os probióticos se tratam de bactérias benéficas que estão presentes no intestino e oferecem melhorias a saúde geral do corpo com a oferta de diversos benefícios. Como, por exemplo, facilitar a digestão e absorção de nutrientes e estimular o sistema imunológico.

No momento em que a sua flora intestinal está desequilibrada, como acontece com a ingestão de antibióticos, ou quando você não come uma dieta saudável e equilibrada, seu intestino fica habitado por bactérias ruins. Que não possuem ação benéfica ao seu sistema imunológico e tornam seu corpo vulnerável a doenças.

Probióticos: quando tomar?

O momento de tomar probióticos se trata de uma dúvida muito comum entre pacientes e também entre os profissionais de saúde. No entanto, a opinião de grande parte dos médicos/nutricionistas é que ingerir esses micróbios benéficos com o estômago vazio na teoria significa que eles permanecem no estômago por menos tempo. Pois, o pH muito ácido mata os probióticos.

Portanto, a ingestão após uma pequena refeição significa que os probióticos podem permanecer no estômago por um período de tempo maior. Pois, o pH pode ser neutralizado para obter melhores resultados, além de uma refeição (dependendo do cardápio) pode servir como um bom alimento para os probióticos prosperarem.

No entanto, a revista World Journal of Gastroenterology fez a publicação de um estudo que descobriu que, ao tomar probióticos com o estômago vazio ou após as refeições não aparenta mudar a capacidade dos probióticos Lactobacillus rhamnosus HN001 e Bifidobacterium longum BB536 de serem combinados e os benefícios que oferecem na microflora intestinal em participantes com a saúde em dia.

As descobertas foram acatadas pelo  Comitê Científico da Associação Internacional de Probióticos (em inglês International Probiotics Association – IPA), que relatou o primeiro estudo para abordar o momento do consumo de probióticos. “Curiosamente, muitos indivíduos que participaram do estudo e receberam a suplementação de probióticos em jejum, tinham níveis detectáveis ​​das cepas probióticas ainda estavam excretando níveis detectáveis ​​um mês depois de pararem de consumi-los, indicando que a colonização foi satisfatória”, foi acrescentado por Especialistas Científicos do Comitê.

Probióticos: veja para que servem e seus principais benefícios

Quando se trata de probióticos, muitas pessoas pensam que eles possuem uso ​​apenas para regular o intestino. No entanto, este pensamento está completamente imerso no erro! Portanto, veja a seguir uma lista com os benefícios das bactérias “boazinhas”:

  • Promove uma melhor absorção dos nutrientes: não adianta consumir muitas vitaminas se seu corpo não estiver pronto para absorvê-las. Portanto, o correto é manter uma flora intestinal equilibrada, uma condição que pode ser alcançada com probióticos. Pois, eles realmente aumentam muito a capacidade do corpo de absorção de vitaminas, sais e minerais;
  • É capaz de prevenir infecções: você tem infecções urinárias ou vaginais frequentes? Então, o seu problema possa está no desequilíbrio da sua microbiota intestinal e vaginal. Nesse caso, vale investir em boas bactérias que promovem o equilíbrio no organismo e assim evitam diversos tipos de infecções;
  • Turbina o sistema imune: ter conhecimento do melhor momento para tomar probióticos também é capaz de garantir que seu sistema imunológico tenha reforço. Você leu certo, a proliferação de bactérias boas estimula a produção de células. Estes, no entanto, têm o efeito de melhorar o sistema de defesa do corpo. Portanto, esta é a sua chance de se livrar da gripe, resfriados e outros problemas comuns;
  • Incentiva a saúde mental: de forma surpreendente, os probióticos também ajudaram a reduzir a depressão e a ansiedade. Portanto, alguns estudos na área sugerem que bactérias benéficas podem interferir no sistema nervoso, o que pode ajudar a amenizar o problema.

Probióticos: como tomar?

Existem duas maneiras principais de tomar probióticos: portanto, a primeira é aumentar o consumo de alimentos que contêm probióticos naturais, como, por exemplo, iogurte ou kefir. E a outra é usar suplementos que contenham probióticos. Veja mais detalhes a seguir!

Alimentos ricos em probióticos

Existem alimentos que naturalmente, são ricos em probióticos. Portanto, entre eles, estão os seguintes:

  • Iogurte natural: Eles se tratam da fonte primária e mais fácil de probióticos no mercado. Mas, também existem versões com sabor que mantêm vivas as boas bactérias;
  • Kefir: um produto fermentado que possui levedura e bactérias, semelhante ao iogurte, mas, com mais probióticos;
  • Leites fermentados: se tratam de produtos especiais adicionados pela indústria e muitas vezes contêm Lactobacillus, principalmente o Yakult;
  • Kombucha: uma bebida fermentada que é composta principalmente de chá preto;

Além dos alimentos citados acima, e outros não citados, alguns queijos podem conter cultivos vivos de microrganismos com ações probióticas. Assim, é interessante ler os rótulos nutricionais para confirmar se as bactérias estão presentes.

Para manter um microbioma saudável, recomenda-se consumir pelo menos 1 fonte de alimento probiótico por dia. Em especial durante e após os antibióticos, que também podem prejudicar a flora intestinal saudável.

Suplementos de Probióticos

Além das fontes de probióticos a partir de alimentos, você também pode encontrá-los para consumir na forma de cápsulas, líquidos ou sachês como suplementos. Que neste caso, o consumo deve acontecer diluído com água ou sucos naturais. No entanto, alguns exemplos incluem: Simfort, PB8, Simcaps, Floratil e Kefir Real, que você pode encontrar em drogarias e lojas do ramo de produtos nutricionais.

No entanto, existem uma série de suplementos que incluem entre 1 e 10 tipos variados de probióticos. Portanto, os mais importantes costumam ser os seguintes:

  • Bifidobacteria bifidum: presente nos intestinos delgado e grosso e auxilia na digestão de laticínios;
  • Bifidobacteria animalis: ajuda a estimular o sistema imunológico, além de auxiliar a digestão e combater as bactérias transmitidas por alimentos contaminados;
  • Lactobacillus acidophilus: provavelmente o tipo mais importante, ajuda a absorver uma variedade de nutrientes, além de combater infecções e promover a digestão. No entanto, os L. acidophilus também podem ser encontrados na vagina e ajuda a combater infecções;
  • Lactobacillus rhamnosus: eles vivem no intestino e podem ajudar a combater casos de diarreia rapidamente, especialmente quando viajam para outros países. Além disso. também pode ajudar a tratar infecções de acne, eczema e candidíase;
  • Bifidobacteria breve: são encontradas no intestino e na vagina e ajudam a combater infecções bacterianas e fúngicas;
  • Bifidobacteria longum: é um dos tipos mais comuns de probióticos no intestino e ajuda a eliminar toxinas do corpo;
  • Lactobacillus reuteri: estão presentes principalmente na boca, estômago e intestino delgado e são importantes contra infecção por H. pylori.

A quantidade de variedade de probióticos assim como os números de bactérias por comprimido, quanto maior ap presença, melhor é. Pois, com isso, a flora intestinal pode se desenvolver de forma mais rápida.

Como consumir?

Sugere-se que os suplementos contenham entre 2 e 10 bilhões de bactérias vivas, é importante ler o rótulo nutricional do produto. Que, no entanto, deve indicar o número de microrganismos e quais bactérias por dose. Pois, é importante escolher aquela que é melhor, de acordo com a situação a ser tratada.

Recomenda-se usar o suplemento por 4 semanas, se não houver melhora durante esse período, é melhor tentar outro suplemento. Pois, os probióticos devem ser tomados antes ou imediatamente após uma refeição, para que a comida ajude as bactérias a sobreviver ao ácido estomacal e entrar no intestino, onde é mais provável que se multipliquem.

Além disso, vale notar no ato de consumir probióticos na forma de suplementos ou alimentos ricos com alta concentração dessas bactérias, também é de suma importância investir em uma alimentação saudável e rica em fibras. Pois, a fibra é o principal alimento dos probióticos e facilita sua saúde no intestino.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.