Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Uma das bebidas energéticas mais vendidas no mundo é o Red Bull. Ela é usada por pessoas que desejam ter mais energia para desenvolver suas atividades diárias. Contudo, ela melhora sua energia e impulsiona seu desempenho mental e físico.Porém, muitas pessoas têm dúvidas sobre sua segurança e efeitos colaterais. O Red Bull foi vendido pela primeira vez em 1987, na Áustria, ela é uma bebida carbonatada que contém em sua formulação a cafeína, entre outros compostos que aumentam a energia do nosso corpo, além de incluir diversas vitaminas B e taurina.

Porém, sua fórmula exata varia de acordo com o país, entre os ingredientes adicionados no Red Bull estão o açúcar, carbonato, bicarbonato de sódio, água carbonatada, carbonato de magnésio, glucoronolactona e corantes e sabores artificiais.

Portanto, em uma lata de (260 ml) oferece:

112 calorias, 1,2 gramas de proteínas, zero gorduras, 27 gramas de carboidratos, 27 gramas de açúcar e 75 mg de cafeína.

Na sua composição também tem diversas vitaminas B, incluindo a tiamina (b1), riboflavina(B2), niacina (B3), B6 e B12.

Além do mais, a Red Bull oferece opções sem açúcar, isso inclui o Red Bull Zero e Red Bull Sugarfree, que são fabricadas com adoçantes artificiais, aspartame e acessulfame K no lugar do açúcar.

Quais os efeitos colaterais de consumir Red Bull?

O Red Bull é uma bebida conhecida mundialmente, portanto, ela deve ser ingerida com bastante cautela, visto que ela pode afetar negativamente sua saúde. Veja o quais são esses efeitos colaterais:

O Red Bull pode aumentar sua pressão arterial e a frequência cardíaca, pois os níveis elevados foram associados a um maior risco de pressão alta e problemas cardíacos.

Foram realizados diversos estudos em pessoas adultas saudáveis e apontaram que ao ingerir uma lata de Red Bull de 355 ml, aumentou significativamente a pressão arterial e a frequência cardíaca em apenas 90 minutos e até 24 horas após a ingestão.

O aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial pode ter sido provocado pela cafeína presente no Red Bull, visto que uma lata grande de 355 ml contém 108 mg da substância o que equivale a uma xícara de café.

Portanto, mesmo com esse aumento, é improvável que a ingestão moderada do Red Bull ocasione problemas cardíacos graves e adultos que estejam com a saúde perfeita.

Contudo, o consumo em excesso por  pessoas jovens, tem sido associado a ritmo cardíaco anormal, ataque cardíaco e até morte.

Portanto, a bebida pode piorar sua saúde do coração e ser fatal em indivíduos com histórico de hipertensão ou doenças cardíacas.

Além de doenças do coração e aumento da pressão arterial, o Red Bull Também pode ser um vilão para as pessoas que sofrem de diabetes, devido ao açúcar presente em sua fórmula. Caso uma pessoa que seja portadora do diabetes consuma de forma excessiva essa bebida, ela pode aumentar o risco de desenvolver o diabetes tipo 2.

O Red Bull danifica os dentes?

Foi feito uma pesquisa sobre o consumo do Red Bull e se ele danifica os dentes, portanto a pesquisa indicou que ele danifica o esmalte dos dentes, que é uma camada externa dura que serve para proteger os dentes contra a cárie.

Isso acontece porque o red Bull é ácido, por isso, o estudo descobriu que a exposição do esmalte de dente humano a bebida energética durante 15 minutos, 4 vezes ao dia, resultou em uma perda significativa e irreversível do esmalte do dente, além de descobrir que essas bebidas são duas vezes mais prejudiciais aos esmaltes do dente do que os refrigerantes normais.

O Red Bull prejudica o rins ?

A ingestão moderada do energético não causa danos ao rins, portanto, a ingestão crônica da bebida pode causar um declínio na sua função renal. Vale lembrar que os resultados não foram replicados em estudos humanos. Além do mais, a pesquisa aponta uma ligação entre o consumo elevado de açúcar presente na bebida e um risco aumentado de doença renal crônica.

O Red Bull sem açúcar é mais saudável?

Provavelmente o Red Bull normal e o Red Bull sem açúcar causam os mesmos efeitos colaterais. O Red Bull sem açúcar possui menos calorias e açúcar, porém possui a mesma quantidade de cafeína. Portanto, o Red Bull sem açúcar tem mais probabilidade de aumentar o risco de diabetes tipo 2 se consumido frequentemente, pois ele contém dois adoçantes artificiais que podem ser prejudiciais à nossa saúde.

Ao consumir frequentemente o energético, as pessoas podem ficar viciadas e acabar prejudicando sua saúde, visto que ele acelera os batimentos cardíacos e aumenta a pressão arterial.

Alguns países proibiram a venda de Redbull e bebidas energéticas

No último ano, foi estimado que cerca de 3,5 milhões de latas de Red Bull foram distribuídas  nos 143 países do mundo que permitem que ele seja comercializado e consumido.

Portanto, os testes realizados que confirmam seus malefícios à saúde preocupam as autoridades de diversos países, e atualmente a comercialização de energéticos está proibida na Dinamarca, Noruega e Uruguai.

Já no Kuwait, os energéticos são proibidos para menores de 16 anos, após o escândalo que aconteceu quando dois membros da seleção nacional de squash morreram vítima de um ataque cardíaco causado pelo consumo dessa bebida.

Os principais perigos das bebidas energéticas?

Os riscos ligados à ingestão de energéticos surgem quando são tomados em excesso ou com bebidas alcoólicas. Mesmo não tendo provas científicas que determinem o perigo da ingestão dos energéticos, existem algumas divergências sobre seus possíveis efeitos.

Não é indicado ingerir a bebida após a prática de exercícios físicos;

Não pode ser usado para substituir líquidos, pois a cafeína possui efeitos diuréticos;

Se consumo em excesso pode provocar uma hemorragia cerebral, devido seu alto teor de compostos que diluem o sangue;

O energético não pode ser misturada com bebida alcóolica;

Ao consumir diariamente uma latinha de energético aumenta o risco de desenvolver doenças nervosas e neuronais irreversíveis;

As grávidas, pessoas que sofrem de doenças cardíacas, sensibilidade à cafeína, entre outros, devem evitar a bebida.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.