Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

A manutenção dos macronutrientes assim como ocontrole das calorias que são ingeridas é o que caracteriza a sua dieta flexível. Ademais, tomar conhecimento acerca dos macro-nutrientes como as proteínas, os carboidratos, e lipídios. Dessa forma, se torna  essencial para haver um equilíbrio no cardápio e, também, para optar por escolhas adequadas para o cuidado com sua  saúde. Por isso, se você busca uma opção para emagrecer com mais saúde e se restringe a algo um pouco mais leve, esse é o momento de se adequar a esse novo estilo de vida. Por isso, não deixe de ler esse texto, pois iremos te explicar de forma bem simples como é o funcionamento da sua dieta flexível. Dessa forma, desejamos uma boa leitura e um ótimo plano alimentar.

O que é Dieta Flexível?

Muitas pessoas se adequam a dietas malucas, que deixam alguns alimentos de lado por pensar que eles vão engordar. Porém, é possível dizer que nenhum alimento pode engordar uma pessoa de forma individual. A princípio, é concreto falar que uma das maiores características dessa dieta é manter o intuito de não fazer restrições com alimentos. Além disso, também possui o  objetivo da  perder peso ou ganhar massa muscular nesse sentido.

Ademais, o método é conhecido Nos EUA como IIFYM (If it fit your macros) no qual o modo de tradução adequado interpretação brasileira que mais se aproxima 71d é :" se isso se adequar nos seus macros". Ou seja, é a mesma que consumirá uma dieta de forma distribuída no seu dia-a-dia desde que esteja de acordo com as quantidades ideias de carboidratos, proteínas e lipídios que foram calculados de forma individual.

Para que serve a dieta flexível?

Essa dieta é feita para quem quer mudar seu estilo de vida. Dessa forma, essa dieta é ideal para quem gostaria de flexibilizar a sua alimentação. Portanto, como o nome já informa ela é algo mais leve e também dá mais acessibilidade ao que se busca que cada pessoa deseja com o decorrer da sua dieta.

Porém, mesmo que tenha esse nome, há algumas orientações para ter aderência a essa alimentação como, por exemplo, manter a quantidade estipulada em gramas assim como  optar por alimentos que são mais saudáveis.

Como funciona a dieta flexível?

Para você que não sabe nada ou sabe pouco sobre a dieta flexível, aqui nós vamos te explicar. É bom dizer que cada pessoa dispõe de uma necessidade individual de macronutrientes, como, por exemplo, as proteínas, lipídios e também os carboidratos. Assim,  esse cálculo é feito ao considerar o peso, altura, idade junto de outras informações. Por fim, nesse método, se torna essencial o conhecimento sobre esses macronutrientes assim como as possíveis formas de substituições.

Quais são os benefícios da dieta flexível?

É bom ressaltar que a dieta flexível pode trazer muitos benefícios para quem quer emagrecer, ganhar músculos ou só manter uma vida saudável. Dessa forma, podemos dizer que dieta dispõe de muitos  benefícios de que a flexibilidade para a substituição de alimentos,  no qual evita a rotina monótona de um cardápio no nosso dia.

  • Não possui restrições na sua dieta

Apesar de ter o nome como flexível, esse método deve ser encorajado a realizar escolhas bem mais saudáveis. Isso é consequência do seu foco e também  da perda de peso ou ganho da sua massa muscular.

  • Pode Auxiliar no seu emagrecer

Essa dieta pode ajudar no emagrecimento por causa da presença de uma restrição calórica no momento que está incluso no objetivo da aderência da dieta.

  • Quais são os alimentos permitidos?

Se você está em busca de adotar esse estilo de vida, saiba que você deve priorizar mais carboidratos, proteínas e também lipídios. Além disso, o correto é ter maior ingestão de legumes, frutas, cereais integrais, carnes magras e, por fim, gorduras boas. Abaixo você pode conhecer esses alimentos.

  • Alimentos que são ricos em proteínas

É certo afirmar que os alimentos com alto teor de proteínas podem ser carnes como a de boi, frango, carneiro, peixes e suínos.  Outra alternativa de alimentos que contém proteína são os produtos lácteos: leites, iogurtes, queijos, etc. Por fim, os ovos também possuem grande quantidade de proteínas .As leguminosas são lentilha, feijão branco, ervilha, feijão fradinho, grão de bico; entre outros.

  • Cardápio rico em carboidratos

Os alimentos que podem ser considerados ricos em carboidratos são, cereais, pães, aveia, trigo, batata, milho , entre outros.

  • Alimentos ricos em gordura boa

As gorduras boas estão presentes no: azeites, alimentos fontes de ômega 3, óleo de coco ,castanhas, entre outros.

Conclusão

Se ficou alguma dúvida, aqui vai a conclusão de todo o texto. Para quem não sabia, a dieta flexível é tida como uma opção de alimentação para aquelas pessoas que querem perder peso ou ganhar massa muscular. Dessa forma, mesmo que com toda a tecnologia que estamos, haja aplicativos para calcular os macronutrientes assim para o gasto energético total, é certo procurar auxílio de um nutricionista pra lhe ajudar.

Assim, é possível dizer que  micronutrientes são bons para poder fazer a manutenção do sistema imunológico das pessoas ativo. Entretanto, aderir-se a essa dieta sem ter nenhum tipo de orientação adequada pode aumentar as carências nutricionais, principalmente dos micronutrientes.

Por isso, é bom considerar todas as vitaminas, minerais junto dos compostos bioativos que estão presentes nos alimentos. Dessa forma, isso torna-se também uma estratégia para fazer manutenção da nossa saúde, ao cancelar a sua perda de peso e fazer o ganho de massa muscular do jeito certo.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.