Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

As tinturas de ervas são distrações feitas utilizando os princípios ativos de folhas, raízes de plantas utilizando o álcool. É possível fazer tintura de praticamente qualquer tipo de planta, mas as mais buscadas pelas pessoas são aquelas que possuem as propriedades curativas.

É possível fazer o consumo das tinturas sem realizar diluição, diluídas em água e chás além da forma sublingual. Vou fazer o preparo desses extratos concentrados utilizando o álcool e as ervas medicinais, isso permite que as suas propriedades possam ser armazenadas ao longo de vários anos sem que perca autoridade. É possível manter essas tintas armazenadas por mais de cinco anos.

Em grande parte, para fazer o preparo das tinturas de ervas, utiliza-se o álcool. Ele é responsável por extrair os componentes das plantas e atuar como um conservante. Você pode adquirir essas tinturas em lojas de produtos naturais ou mesmo nas farmácias de manipulação. No entanto, a melhor forma de ter esse tipo de produto é fazendo ele na sua própria casa, utilizando vodka de boa qualidade ou álcool, assim como com as ervas, plantas e folhas.

A seguir, iremos falar um pouco mais sobre como preparar as tinturas de ervas na sua casa, bem como algumas informações importantes acerca dos produtos. Portanto, para ficar por dentro de tudo que reunimos acerca do tema, bem como tirar todas as suas dúvidas, continue lendo o texto abaixo para saber mais.

Para que as tinturas de ervas são utilizadas?

As tinturas de ervas possuem várias aplicações que depende bastante de qual planta medicinal foi utilizada no seu preparo. Depende também do que é pretendido pela pessoa você pode fazer uso das tinturas de ervas para realizar o tratamento de problemas relacionados a feridas na pele, mar de gestão, dor de garganta, tosse, insônia, estresse, dor de dente, infecção urinária, entre várias outras opções de doenças que podem ser tratadas utilizam deste composto e as suas propriedades medicinais.

Tendo em vista o fato de serem concentradas, tinturas de ervas são geralmente extremamente fortes e possuem melhores compostos do que os olhos ou chás que são preparados utilizando ervas medicinais. Nesse caso, você deve ter bastante cuidado ao fazer uso dessas tinturas, tendo em vista que podem prejudicar ainda mais a pessoa caso seja utilizado as ervas medicinais incorretas.

As tinturas de ervas são muito mais rápidas que os chás e as pílulas. Isso porque o seu efeito é obtido por meio dos extratos concentrados, sendo ideal para aquelas pessoas que precisam de um alívio muito mais rápido, como é o caso das dores de cabeça que surgem de forma repentina ou mesmo as dores de dente que acabam incomodando demais quem está sofrendo com ela. De forma objetiva, podemos dizer que as tinturas oferecem um efeito cerca de três ou quatro vezes maior do que o chá e as pílulas.

Como fazer o preparo das tinturas de ervas

O procedimento de preparo das tinturas de ervas é bastante simples. Caso você esteja pensando em fazer um, fique sabendo que você só irá precisar de mais ou menos dois ou três ingredientes, dependendo da receita e do objetivo que você queira atingir. A seguir, iremos dar algumas dicas que podem ajudá-lo na hora de produzir as tinturas:

Escolha do álcool

Para fazer o procedimento, é indicado que você escolha algo que tenha um teor alcoólico de pelo menos 40%. Muitas pessoas preferem fazer uso da cachaça, no entanto, é interessante deixar claro que geralmente ela possui açúcar, o que poderia prejudicar no sabor da tintura, tendo em vista que ele deve ser neutro. Sendo assim, o ideal é optar pelo gin ou pela vodca. Outra opção de álcool que pode ser utilizado é aquele advindo de cereais, no entanto, ele somente é utilizado para preparar determinadas ervas.

Gin ou vodka: ao fazer uso de ervas que não são tão úmidas, como é o caso das ervas frescas e das ervas secas, é interessante utilizar esses dois tipos de álcool. As principais ervas que podem ser utilizadas com eles são a Sálvia, o tomilho, o louro e o Endro.

Álcool de cereais: utilizar o álcool advindo dos cereais geralmente indicado para fazer misturas com ervas que possuem grande umidade. Nesse caso, algumas das que se encaixam aqui são a Erva-cidreira, ou hortelã-pimenta, a salsinha e o manjericão. Com isso, você conseguirá extrair todas as propriedades aromáticas consideradas mais voláteis. Nesse caso, é usada a mesma proporção de álcool e de vodka para extrair esse composto.

Como fazer uso das tinturas de ervas

Se você está sofrendo com algum tipo de problema que necessita fazer uso das tinturas, fique sabendo que elas devem ser ingeridas preferencialmente de forma oral, sempre que você sentir algum tipo de sintoma o que achar necessário. As doses podem depender da tintura, bem como da erva que foi utilizada para extrair o composto.

Normalmente, são indicados que a pessoa tome algumas gotas ou no máximo uma colher de chá que pode ser diluída em um copo de água. Ela pode fazer esse uso de duas até três vezes ao dia. Como dito anteriormente, evite o excesso, tendo em vista que são compostos extremamente potentes que em alguns casos, se não for usado da forma correta, podem acabar prejudicando ainda mais a saúde da pessoa que faz o seu uso.

Além do mais, alguns tipos de tintura como o de acácia e a Arnica podem ser utilizados para fazer compressas e serem aplicados de forma direta na pele do paciente. Nesse caso, é indicado fazer a diluição de mais ou menos 1 colher de chá da tintura em cerca de duas xícaras de água. Para fazer aplicação na sua pele, é interessante que você mergulhe uma gaze no extrato e aplique diretamente no ferimento na região da sua pele que você pretende tratar. Ela deve ser mantida nesse local por pelo menos 10 minutos, de três até cinco vezes ao dia.

Quanto ao armazenamento desses compostos, é indicado que você utilize locais arejados e frescos. Isso porque, ao armazenar as tinturas de ervas em locais fechados e com pouca corrente de ar, isso fará com que a validade do produto caia praticamente. Logo, ao armazenar em local adequado, a duração é de até cinco anos.

Onde não é recomendado utilizar tinturas de ervas?

Por ter ao cu em sua composição, as tinturas de ervas não são indicados para serem aplicadas ou consumidas pelas crianças. Além disso, também não é indicada a utilização dessas ervas quando as mulheres estão passando por um período de amamentação ou durante a sua gravidez. Pacientes que possuem algum tipo de problema no seu fígado e recorrem à medicação controlada também não devem utilizar as tinturas.

Por fim, é interessante deixar claro mais uma vez que os extratos obtidos nas tinturas de ervas são extremamente importantes. Logo, eles não devem ser utilizados em qualquer local e por qualquer pessoa. Isso porque o efeito imediato e forte causado por ele pode piorar ainda mais a saúde da pessoa que não utilizá-lo corretamente. Portanto, fique atento e em caso de dúvidas, consulte um médico especialista para indicar o melhor tratamento.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.