Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Muitas pessoas quando estão em busca de mudar a estética do corpo, procuram diversas dietas para conseguir essa mudança com mais facilidade.

Atualmente, muitas mulheres quando dão uma engordada, buscam muitas dietas divulgadas por muitas famosas, já que sabemos que as grandes influenciadoras literalmente influenciam muitas pessoas.

Nesse sentido, o jejum intermitente é uma das opções que as mulheres têm buscado para emagrecer com mais rapidez e facilidade.

Então, vale informar que o jejum intermitente é um método considerado saudável e poderá trazer muitos benefícios a quem aderir a esse tipo de dieta, entretanto, antes de começar ela, é necessário se informar mais sobre para não fazer errado e ter problemas.

Sendo assim, neste artigo abordaremos sobre as principais informações sobre o jejum intermitente para mulheres, continue a ler esse artigo e saiba mais.

No final, você poderá decidir se o jejum intermitente é ideal ou não para você, além disso, poderá compartilhar com mais mulheres que você conhece e tem interesse nesse assunto.

Pois, com este artigo você e muitas outras poderão se informar se esse método é ideal para você, o que ele poderá te trazer, os benefícios, entre outros.

Em resumo, o jejum intermitente é jantar um pouco mais cedo e adiar o café matinal para um pouco mais tarde, então, você ficará entre 12 horas ou mais sem se alimentar.

Saiba mais aqui!

Em quais casos o jejum intermitente é indicado?

A utilização do método de jejum intermitente é indicado principalmente para as pessoas em busca de perder gorduras, principalmente, os que buscam emagrecer com mais rapidez.

Pois, o jejum intermitente oferece bastante rapidez no processo de perda de gordura.

Nesse sentido, o jejum intermitente promove grande aumento do metabolismo oxidativo das pessoas, fazendo com que haja a oxidação da gordura corporal.

  1. Se você quer emagrecer

Em um estudo realizado em agosto de 2018, na Universidade de Surrey, na Inglaterra, mostrou que a prática do jejum intermitente pode ajudar a atingir o emagrecimento com mais rapidez.

Nesse sentido, no estudo foram selecionados participantes que tinham como objetivo a perda de gordura corporal por motivos de saúde, então, foram divididos em grupos: um com o método de restrição calórica e outro com o método de jejum intermitente.

Como resultado, foi obtido que os pacientes que utilizaram o método de jejum intermitente conseguiram alcançar a meta duas semanas antes do que os pacientes que seguiram o método de restrição calórica.

Além disso, no estudo foi possível perceber que o jejum intermitente também trouxe benefícios em relação à pressão arterial e ao colesterol ruim dos pacientes.

  1. Se você quer se livrar do efeito platô ou efeito sanfona

Se você é uma pessoa em que tem muita facilidade de engordar e emagrecer, o seu corpo acaba criando um efeito sanfona, fazendo com que você possa desenvolver estrias, entre outras coisas.

Além disso, você pode desenvolver o efeito platô em que você não consegue mais emagrecer, o seu peso e seu corpo fica estagnado.

Nesse sentido, estudo realizado no periódico international Journal for obesity, publicado em setembro de 2017, mostrou que fazer a intercalação de algumas semanas de jejum intermitente junto a uma dieta mais regrada, faz com que você evite o efeito sanfona, engordar após emagrecer.

Segundo Laís Murta, a intercalação entre o jejum intermitente e uma dieta mais regrada, fará com que você não passe pelo efeito platô.

  1. Se você é uma pessoa em que treina pesado

Muito atletas reconhecidos também fazerem a utilização do método de jejum intermitente.

Isso porque o jejum intermitente promove a biogênese mitocondrial, ou seja, o aumento de mitocôndrias, responsáveis pela geração de energia celular.

Então, o jejum intermitente, fará com que haja uma redução de fadiga e também melhora a disposição para você realizar o seu treino.

  1. Se você é uma pessoa que sofre com algum problema gastrointestinal

Além dos outros citados, o jejum intermitente também é bom para as pessoas que sofrem com problemas gastrointestinais.

Isso porque, enquanto ocorre o período de jejum, provoca um “descanso”, fazendo com que recupere o trato gastrointestinal.

Além disso, auxilia na redução produção de radicais livres, que serão formados durante os processos da metabolização dos nutrientes e no processo de digestão.

Qual o horário máximo em que o paciente pode ficar sem comer?

Existem diversas formas de você regular o seu processo de jejum intermitente.

Desde 2007 essa prática vem ganhando espaço, então, tem surgido muitas histórias de pessoas que fizeram o método de jejum intermitente por muito tempo, chegando algumas vezes a ser até mais de um ano.

Alguns casos literalmente foram verdade, entretanto, vale informar que existiu sempre  acompanhamento hospital e a realização de suplementação com minerais e vitaminas, se não o corpo não aguenta.

Então, vale informar que sem acompanhamento de um experimento, não é recomendado manter o jejum intermitente por mais de 20 horas.

Isso porque, pode ocorrer diversas alterações metabólicas importantes dentro do nosso corpo, além de promover deficiência de nutrientes severos.

Além disso, deve-se evitar realizar o jejum intermitente mais do que três vezes na semana, e também por mais de 2 meses seguidos.

Então, deve sempre prestar atenção em relação ao tempo em que você está fazendo esse tipo de jejum.

Quais pessoas devem evitar o jejum intermitente?

Apesar de ser um ótimo método de emagrecimento, existem algumas restrições para algumas pessoas, então, as mulheres citadas a seguir não devem realizar o jejum intermitente sem o acompanhamento e recomendação de algum médico.

  • Mulheres diagnosticadas com diabetes
  • Pessoas que possuam o IMC muito baixo
  • Pacientes que possuam histórico de distúrbios alimentares, como a anorexia e bulimia
  • Pessoas que sofrem com insônia
  • Pessoas com idade avançada (idosas)
  • Mulheres que estejam amamentando, já que precisam de muitos nutrientes para a produção do leite
  • Mulheres grávidas

Além disso, todas as pessoas devem procurar um médico antes de iniciar o método de jejum intermitente, pois ficar sem se alimentar pode causar danos, dessa forma, é necessário acompanhamento.

Como realizar o jejum intermitente?

Se você tem interesse em começar o jejum intermitente, vale salientar que existem diversas formas.

As principais são:

Protocolo leangains: que é um método em que você deverá ficar de jejum entre 14 a 16 horas, com um período de alimentação de 8 horas a 10 horas.

Protocolo 5:2: nesse método, você deverá ficar de jejum 24 horas em 2 dias da semana, e os outros 5 dias você pode se alimentar normalmente.

Ead-stop-sleep: sendo um método em que você deverá ficar de jejum 24 horas por uma ou duas vezes na semana.

Jejum intermitente em dias alternados: nesse método, você deverá fazer o jejum em dias alternados com dias de alimentação normal, ou seja, nos dias em que for fazer o jejum, você deverá fazer uma refeição com 400 calorias (indicado para mulheres) ou 600 (homens) antes do horário de almoço, depois isso, você deverá ficar sem comer até o dia seguinte.

Dieta do guerreiro: nesse método, você deverá ficar EM jejum diário 20 horas, isso no horário da noite, e então, você poderá comer tudo que quiser por 4 horas.

Essas são os principais métodos de jejum intermitente, você deve selecionar o que achar mais fácil de se adaptar.

Além disso, indicamos que solicite recomendação ao seu médico, pois, cada corpo uma reação.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.