Nutrição simples e prática para seu dia a dia.

Sabemos que existem vários tipos de dieta disponíveis na internet, contudo, é necessário ficar atento a forma como elas podem ser colocadas em prática. Essas dietas que garantem a perda de peso em pouco tempo podem ser perigosas e oferecer riscos à sua saúde.

Hoje vamos conhecer a dieta Paleo onde o adepto dessa dieta consome alimentos minimamente processados, ou seja, uma dieta mais parecida com aquela que o ser humano evoluiu. Portanto, a dieta paleolítica se destacou na mídia e chamou a atenção de muitas pessoas. No entanto, vem gerando grande controvérsia, causando uma polêmica

Frequentemente as pessoas se dividem em dois grupos:

Aqueles que acham que a dieta não passa de uma modinha extremista demais.

Os que acham que é uma dieta perfeita e a solução para o combate a obesidade em todo mundo.

Mas, qual a verdade por trás dessa tão famosa dieta paleo. Será que ela realmente funciona? Será que é adequada para qualquer pessoa?

O QUE É A DIETA PALEO OU DIETA PALEOLÍTICA?

Como já foi dito antes, a dieta Paleolítica é um estilo de alimentação que tem como base a alimentação do homem de 15-10 mil anos atrás, ou seja, homens do período paleolítico. Isto é, a pessoa pode se alimentar basicamente do que o homem era capaz de caçar ou coletar na época paleolítica, como carnes, frutos do mar, frutas, verduras, sementes e tubérculos.

Robb Wolf, um dos maiores nomes do movimento pelo, fez uma comparação: se você pegar um campo de futebol de 100 metros de comprimento, 99,5 metros é equivalente ao tempo que a raça humana passou se alimentando como caçador-coletor.

Apenas 0,5 metro equivale ao tempo que vivemos após a introdução de alimentos agrícolas. Isso significa que o corpo humano está bem adaptado à alimentação da época paleolítica, contudo, ele ainda não teve tempo para se adaptar à revolução da agricultura, que em termos evolutivos ainda é muito nova em termos evolutivos.

Portanto, os homens das cavernas viveram há mais de 300 gerações geneticamente igual ao homem atual. Ambos tinham DNA praticamente igual e com as mesmas enzimas digestivas.

Os adeptos da dieta paleo fazem escolhas alimentares com base em alimentos que o homem do paleolítico tinha disponível, que eram os vegetais, frutas, tubérculos, peixe e carnes de animais.

Quais as diferenças entre a dieta Paleo e a alimentação dos dias atuais?

O que nos diferencia do homem paleolítico é apenas a nossa alimentação e os ambientes que habitamos. No final do século XIX tudo começou a se alterar. Aconteceu a mecanização da agricultura e a Revolução Industrial, elas provocaram mudanças radicais na alimentação dos seres humanos.

Foi introduzido cereais na dieta e com isso veio a necessidade de massificação da produção de alimentos para atender a demanda e às necessidades da grande massa humana que migravam dos campos para as cidades levando o surgimento de uma indústria agroalimentar que não olhou  viu a meios para produzir em grandes quantidades que satisfizesse a procura.

Foi então que os alimentos processados surgiram, como compostos, açucarados, alterados, salgados, tudo muito diferente do que havia na época paleolítica.

Devido a essa revolução, à dieta paleo ancestral juntou-se as batatas, o leite e os derivados, os cereais e também os legumes. Todos esses alimentos eram uma novidade para o corpo humano que não demorou para reagir a esta invasão de coisas novas, contudo, esta invasão está cada vez mais evidente nos dias atuais. Uma prova disso é o aumento acentuado de complicações como cancro, diabetes, obesidade, doenças crônicas, problemas do coração, doenças crônicas degenerativas,infertilidade e depressão.

Alguns cientistas assimilam essas doenças ao alto teor de sódio/potássio presentes nos alimentos processados, enlatados, pães,charcutaria e produtos industrializados.

Foi publicado diversos estudos pela equipa de Jansson B que relacionaram a incidência de cancro com os baixos valores de potássio. Outros estudos apontam  que os efeitos adversos da ingestão de altas doses de sal, acabam se acumulando nos tecidos.

Portanto, a existência desses minerais em alta concentração no nosso organismo pode causar doenças como: inflamações crônicas, diversos cancros,  doenças autoimunes e doenças cardiovasculares.

Veja as desvantagens da dieta paleo

Para tratar a saúde de muitas pessoas, uma das soluções é a dieta Paleo. Visto que ela reduz a incidência de doenças crônicas e outras que aparecem para devastar tudo nessa sociedade moderna. Através dessa dieta, o usuário tem um emagrecimento acelerado e saudável,além de reduzir os riscos de doenças cardíacas e crônicas. Por isso, essa é chamada de dieta curativa, visto que ela  possui um grande poder de cura.

Contudo, essa dieta não é igual para todos os adeptos. Pois cada indivíduo possui necessidades orgânicas próprias e bem específicas e, por essa razão, deve adaptar à sua fisiologia.

Portanto, essa dieta é um modo de vida, visto que além da alimentação devemos respeitar nossa essência genética para podermos prolongar nossa vida e diminuir os riscos de doenças crônicas.

É necessário implementar medidas que tenham como objetivo a redução do stress crônico, aumento da exposição solar e atividades físicas, melhorar a qualidade do sono.

Também é importante evitar a exposição aos produtos químicos, poluentes, aditivos alimentares e conservantes.

Diminua a ingestão de medicamentos, use só os que forem necessários.

Quais os alimentos podem ser ingeridos na dieta

Entre os alimentos que podem ser ingeridos na dieta Paleo, estão as carnes de origem animal, peixes, mariscos e todos os frutos do mar, vegetais frescos, frutos secos e in natura, ovos, gorduras saudáveis e tubérculos.

O que não pode ser ingerido na dieta Paleo

Os adeptos dessa dieta devem evitar os grãos e cereais, leguminosas, leite e seus derivados, açúcar refinado, alimentos embutidos e industrializados,óleos vegetais, tipo de soja e milho, doces e frituras, fast food e refrigerantes.

Porque a dieta Paleolítica funciona?

Essa dieta funciona porque elimina ou diminui da sua dieta alimentos que tenham propriedades inflamatórias e provoque alergias;

Ela controla a glicose e insulina no sangue, diminui a resistência à insulina;

Melhora a digestão e absorve melhor os alimentos;

É altamente nutritiva, dá sensação de saciedade e tem menos calorias.

Para iniciar a dieta Paleo, é necessário cortar o açúcar refinado, a farinha de trigo e os óleos vegetais poliinsaturados. Portanto, isso significa que você também terá que eliminar as frituras, como massas. Em seguida, acelere o processo para ter mais resultados, Passe pelo menos 10 dias nesta fase. Nela é necessário cortar o arroz e feijão do seu cardápio, além de adoçantes e leites ou qualquer derivado do leite, menos a manteiga.

No terceiro passo, insira os suplementos como ômega 3, vitamina D e os probióticos. Eles são bem importantes para a saúde. É importante dormir bem.

Você se inscreveu com sucesso em Nutricionando
Bem-vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Verifique seu e-mail para obter o link mágico para entrar.